Os primeiros leilões de 2013 do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo serão realizados já neste mês.
Os primeiros leilões de 2013 do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo serão realizados já neste mês.
O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, por meio de sua Central de Hastas Públicas, realiza seus primeiros leilões de 2013 já neste mês.
 
Nos dias 22 e 24 de janeiro, a partir das 10h, diversos bens serão colocados à disposição dos interessados. O primeiro leilão terá como leiloeiro oficial José Roberto Marchioro e a juíza Carolina M.R. da Luz Pacífico como responsável. O leilão do dia 24 contará com o mesmo leiloeiro oficial e com o juiz Fábio Augusto Branda como responsável.
 
Serão centenas de lotes compostos de imóveis, veículos, maquinários, suprimentos de informática e bens diversos. Confira os lotes.
 
Como vem sendo feito desde outubro do ano passado, é possível dar lances on-line em todos os lotes colocados à disposição, concomitantemente aos lances presenciais, no site do leilão judicial unificado do TRT da 2ª Região (www.unihastastrt.com.br). No caso da inscrição para participação on-line em leilões, os interessados deverão se cadastrar com dez dias de antecedência nesse mesmo site.
 
Algumas prerrogativas, como o direito de preferência e a arrematação parcial, continuarão a poder ser exercidas apenas mediante participação presencial na hasta pública.
 
Os interessados em participar presencialmente deverão efetuar o cadastro, antecipadamente, via site: www.trtsp.jus.br / Transparência / Leilões Judiciais / Cadastro de Licitantes; ou pessoalmente, caso em que deverão comparecer ao local da hasta pública com uma hora de antecedência.
 
Os leilões do TRT-2 são realizados no auditório localizado no 1º subsolo do Fórum Ruy Barbosa (av. Marquês de São Vicente, 235, Barra Funda, São Paulo-SP), com início às 10h.
 
Resultados de 2012
 
No ano passado, foram realizados 40 leilões no TRT da 2ª Região. Confira abaixo alguns dados significativos:
 
- Média de leilões retirados de pauta (acordos, quitação e outros): 28,59%;- Média de arrematações dos leilões válidos: 53,64%;- Média de aproveitamento das hastas públicas: 82,23%.
 
O valor total arrecadado com os leilões foi superior a R$ 250 milhões (somando-se: acordos celebrados, quitação do débito e valor arrecadado no leilão).