Todos sabem que não há espaço melhor para se conhecer um magistrado do que a sala de audiência. Nela o juiz está exposto e é testado a cada momento, onde tudo pode acontecer. E ele deverá estar pronto para solucionar cada evento, de pequeno ou de grande monta. Muitos não resistem a esse teste.

O juiz FRANCISCO LUCIANO DE AZEVEDO FROTA passou com mérito e louvor naquela fase. Sua Excelência é de postura notável na sala de audiência e transforma aquele momento em uma festa democrática, onde viabiliza que partes e advogados atuem de maneira ampla, porque entende que a busca pela justiça deve ser percorrida em caminhos largos, sem estreitamentos. Suas decisões harmoniosas são exemplo.

No exercício da magistratura no 2º Grau de Jurisdição, no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, por convocação, essa forma de conduzir-se no Judiciário tornou possível ao Dr. Luciano transformar as salas de sessões em local prazeroso aos advogados e partes.

Estava ali um líder. Fácil de ver isso. Naturalmente foi eleito Presidente da AMATRA-10, a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho de Brasília e Tocantins.

Pela pessoa sensata e equilibrada que é, pelo magistrado que tem conduta de identificação com o jurisdicionado, pela sua postura qualificada, a presença do Dr. Francisco Luciano de Azevedo Frota no CNJ, para o qual foi indicado por unanimidade pelo TST, será relevante por tudo que ele pode doar ao Judiciário Brasileiro, o que conduz os advogados e as advogadas trabalhistas a apoiarem a sua condução para a função de Conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, e assim age a advocacia por sua entidade nacional, a ABRAT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ADVOGADOS TRABALHISTAS, certos e seguros que estamos de que o Dr. Francisco Luciano prestará notáveis serviços para a Justiça e para o País.

 

                        Brasília/DF, 15 de agosto de 2017.

 

NILTON CORREIA

DIRETOR DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Mais Artigos...